28th out 2009

Como anda o blend da sua vida profissional?

Quem escreve um livro, fala sobre o que anda lendo. Ou sobre o que anda pensando, que é produto do que anda vivenciando. Gerúndios à parte, somos guiados, inquestionavelmente, pelo que acontece ao nosso redor. Afinal, existimos dentro de um sistema interdependente. Não é? Concepções óbvias e pouco racionais de originalidade e exclusividade se perdem na definição anterior.

O fato de um blend ser composto por vários outros elementos já existentes não o torna menos inédito. Bem como o fato de sermos um pouco de cada um com quem convivemos, de acordo com o que julgamos pertinente usar como exemplo, não nos torna menos nós. Somos um blend do que colhemos durante a vida.

Trazendo isso para terras profissionais: construímos redes de relacionamentos desde o momento que entramos numa faculdade. O mundo profissional borbulha dentro de qualquer campus acadêmico e é dever de cada um que queira ser mais do que aluno, um dia, participar dessa efervescência.

Neste ponto, vale ressaltar a importância dos relacionamentos no mundo profissional desde o princípio: é bem provável que aquele cara do quarto ano esteja bem posicionado no mercado quando você estiver próximo de se formar. Afinal, ele já caminhou muito mais do que você, que acabou de dar o primeiro passo rumo ao mercado de trabalho. Estando num mesmo patamar de tempo e espaço, respeitando a proporção de cada um, existe grande probabilidade de que esse veterano tenha uma vaga de estágio para te oferecer dali a alguns anos, por exemplo.

Estruturar e gerenciar redes de relacionamentos é tão profissional e importante quanto se manter à par de tudo que acontece dentro de sua área específica e de tudo que dela depende e do que depende dela. Não é à toa que surgem novas redes sociais voltadas para o profissional a cada dia. E a cada dia as redes sociais de amiguinhos criam artifícios para que quem preza pela lado profissional sinta-se em casa (ou no escritório) dentro dessa rede.

Numa busca pelo Google, por exemplo, mais importante é quem aparece no topo da primeira página. De forma semelhante, no mundo profissional tem mais valor quem ocupa papel de destaque. E não adiantar ser link patrocinado; mais vale quem é encontrado através de busca natural.

Acredito que somos um rio que nasce por si no alto de uma montanha e descobre os próprios caminhos à medida que segue sua corrente. Um rio que, ao longo de sua trilha, sofre interferência de diversos afluentes, que podem modificar mais ou menos sua rota e a tenacidade com a qual ela é percorrida. Enxergo esses afluentes como exemplos no nosso meio profissional. E exemplos são como combustível para atingirmos metas.

Fomos, somos e seremos fruto do onde-quando-como-por quê cotidiano. Um oportuno convite para fazer parte da equipe de um blog ou o constante estímulo que faz despertar em nós uma postura que sempre almejamos, mas ainda não havíamos atingido, são exemplos de afluentes que podem nos direcionar a trilhas ainda desconhecidas.

Explorar esses caminhos pode ser o toque final que tornará nosso blend inconfundível e desejado. Invista no seu!

O post de hoje é dedicado a Ernani Rocha, Jader Felix e, em especial ao aniversariante do dia, Domicio Neto, os quais considero principais afluentes do rio que corre em minha vida profissional.

Leave a Reply


RSS