Archive for abril, 2011

19th abr 2011

“Mimimismo” e polêmica barata no caso Arezzo

Não preciso relatar o caso mais recente da Arezzo. Creio você saiba do que se trata. Vamos direto à minha crítica. Assim como a Arezzo, não vou me enfiar numa discussão ideológica. Só quero compartilhar uma reflexão pessoal, baseada em impressões que tive enquanto tentava analisar o caso com base em uma ótica mercadológica e comercial, além de usar uma pitada de relacionamento com o público.

Segundo Anderson Birman, presidente da Arezzo, toda a matéria prima utilizada na coleção Pelemania é “absolutamente legalizada, com certificado de origem, com certificado de regularidade, tudo dentro do que os parâmetros de sustentabilidade permitem”.

Leia a entrevista completa de Anderson Birman, Presidente da Arezzo, no Cidade Marketing.

A Arezzo sempre usou couro em suas peças. Tanto de bovinos quanto de ovinos. Em um dado momento, por ter produzido e comercializado um lote de peças contendo pele de raposa na composição, se tornou alvo de críticas de ambientalistas digitais. Até aí, tudo bem. Todos sabem que uma das principais atividades das ONGs é reinvindicar direitos. Neste caso, direito dos animais à vida. Por outro lado, tenho visto inúmeras críticas agressivas e boicotes à marca. Coisas do tipo “Eu era cliente Arezzo, mas agora vou queimar todas os sapatos que comprei lá”.

Não dá pra negar a importância da revolução que a atividade do público na fanpage da Arezzo ocasionou. Sem esse ambiente virtual, criado para que a marca reúna admiradores e tenha contato direto e imediato com seu público, a empresa não teria redefinido seu posicionamento com tanta agilidade; em cerca de uma ou duas semanas, a coleção Pelemania foi retirada das vitrines e um comunicado oficial da Arezzo foi publicado na mesma fanpage que serviu de palco para as críticas.

A Arezzo seguiu um direcionamento que é evidente em qualquer revista de moda que se preze. Uma marca que se propõe a conceber e apresentar produtos baseados nas principais referências mundiais não deveria fazer isso? Por que a Arezzo, que sempre utilizou pele de boi e ovelhas, não iria usar pele de raposa, criada em cativeiro para este devido fim (assim como as vacas e ovelhas ali presentes)? Certo… ninguém come raposa. Porém, não ache que o couro do bovino do seu sapato saiu direto do açogue pra fábrica de calçados. Mas isso é uma questão ideológica, que me propus a não discutir aqui.

Não acho que o consumo de pele seja sensato em nossa realidade. Por motivos diversos, que não devem ser citados neste post. Mas ninguém tira da minha cabeça que a reação do público foi uma tempestade num copo d’água. Um mimimismo sem tamanho, que tomou embalo e virou febre.Vamos xingar muito no Facebook da Arezzo!”. E todos foram. Criticaram e geraram um resultado plausível (a retirada das peças da coleção). Não satisfeitos, continuam criticando a atitude da marca, como se utilizar couro de bois e ovelhas e comê-los durante o almoço não fosse uma causa tão relevante e passível de manifestações quanto a utilização do couro de raposas em artigos de moda.

Não acredito que o valor da marca e as estatísticas de consumo vão cair. Pelo menos não por muito tempo. Porque temos memória curta demais. Nada que um bom mercadólogo experiente em gerenciamento de crises não resolva. Quando a marca começar a produzir peças de lona de caminhão, pneus reciclados, garrafa pet e afins, aí, sim, perderá seu público consumidor fiel.

Aplaudo empresas que ousam, sem medo de serem felizes. E aplaudo de pé quem admite que errou e volta atrás. Como Anderson Birman falou em outra entrevista:

” Não pretendemos repetir essa experiência. Percebemos que, apesar de nossos produtos estarem dentro da lei, cumprirem todas as exigências, as pessoas não aceitaram bem a ideia para a nova coleção. O volume de peças de peles exóticas é insignificante quando comparado ao número de toda a coleção, porém, mesmo assim a confusão foi grande. É um assunto que gostaria de deixar para trás.” (Entrevista na íntegra)

Fica a dica pro pessoal: reclamem mais, critiquem mais, mas sejam sensatos. Não ataquem apenas quem está em evidência, porque o que a Arezzo fez foi legal (no sentido de lei), mas o que tem de empresa fazendo coisa pior por aí, não tá no gibi. Vamos criar atitudes novas, ao invés de copiar as que vemos no Twitter do coleguinha! ;)

Esse post tem um pouco de desabafo, de revolta, de insatisfação, de reflexão e, principalmente, de compreensão com a Arezzo. Dia das mães tá chegando e é lá mesmo que vou comprar o presente da minha. Porque não é uma coleção atual, baseada nas principais tendências e que utiliza matéria prima legal que vai destruir a minha admiração pela Arezzo.

Se não concorda, pode xingar muito nos comentários abaixo.

Leia também: Como gerenciar crises de imagens em redes sociais

Posted in Geral | 4 Comments »

14th abr 2011

Trespontos + Papercliq – Gestão avançada em mídias sociais

Este post faz parte da série anunciada anteriormente, no post: Se os eventos não apresentam conteúdo relevante, de quem é a culpa?


A parceria da Trespontos com a Papercliq vai rodar diversos estados do Norte e Nordeste. A proposta é fazer um curso, sem formato de palestra, com o objetivo de abordar o tema “mídias sociais” de forma aprofundada e promover o aprendizado real em nível avançado. O investimento é maior: a partir de R$350 (se você ainda achar vaga) você pode fazer parte da turma que será guiada por @Tarushijio@PriMuniz@MarcelAyres@DanilaDourado e @RenataCBC.

Se não houver vaga, #FicaDica: vamo encher o saco do pessoal pra rolar LOGO a próxima turma. ;)

Data: 16 e 17/04, das 9h às 12h e das 14h às 17h
Local: Av. Tancredo Neves, Edf. Salvador Trade Center, Térreo – Sede do Wall Street Institute – Caminho das Árvores.

Clique para mais informações sobre o curso Gestão Avançada em Mídias Sociais.

Posted in Geral | No Comments »

12th abr 2011

Encontro Locaweb de profissionais da Internet

Este post faz parte da série anunciada anteriormente, no post: Se os eventos não apresentam conteúdo relevante, de quem é a culpa?


No dia 14 de abril, acontece o 13º encontro Locaweb de profissionais da Internet que, assim como o Bate Papo Digital – Prévias do IMRS, também contará com a presença de René de Paula. Além dele, Martha Gabriel, Michel Lent, Gilberto Mautner, representantes da Abradi – Associação brasileira de Agências Digitais, entre outros. Os ingressos custam 70 reais, mas se você for esperto, pode faturar cortesias seguindo o @IMRS, @Viraleasy e a @AbradiBahia.

Clique e confira mais informações sobre o 13º Encontro Locaweb.

Posted in Geral | No Comments »

10th abr 2011

Bate Papo Digital – Prévias do IMRS com René de Paula

Este post faz parte da série anunciada anteriormente, no post: Se os eventos não apresentam conteúdo relevante, de quem é a culpa?

Internet Marketing Road Show é uma iniciativa de três empresas baianas, atuantes no mercado digital há mais de 10 anos: Beeweb – Agência DigitalExpert SolutionsIWS – Intelligent Web Solutions. Desde 2009, o evento conta com a presença de palestrantes que fomentam o universo digital nacional, seja atuando diretamente no mercado ou oferecendo cursos, aulas e palestras sobre os temas referentes à área. Já marcaram presença no evento nomes como Martha Gabriel, André Telles, Marcio OkabeGil GiardelliJonatas Abbott Oscar Ferreira.

Em 2011, o IMRS – Internet Marketing Road Show chega à sua terceira edição. A novidade é que, este ano, antes do evento principal, irão acontecer pocket editions do IMRS. O chamado “Bate Papo Digital – Prévias do IMRS” pretende aumentar a frequência de encontros e debates sobre o mercado digital nacional e sua repercussão no dia a dia de todos os profissionais de internet. Uma coisa legal é que as edições do #PreviasIMRS acontecerão no 30 Segundos Bar, local bastante frequentado pela galera de Comunicação de Salvador. Coisa boa, no melhor estilo happy hour. ;)

René de Paula, convidado da primeira edição do Bate Papo Digital - Prévias do IMRS

Para a primeira edição, foi convidado o palestrante René de Paula, profissional de internet desde 1996 e atual membro da Locaweb, onde é responsável pelo relacionamento com desenvolvedores e pela área de social media. René já fez parte de grandes empresas, conhecidas no Brasil e no mundo, como AgênciaClickWundermanSonyYahoo e Microsoft. Além disso, mantém um canal de pod/videocasts chamado “Roda e Avisa”, onde aborda assuntos da área de marketing digital de forma descontraída, sempre enquanto dirige. Seus pontos de vista costumam ser, de certa forma, polêmicos e questionadores, e o material acaba assumindo uma forma didaticamente mais interessante do que um “blá, blá, blá” 1.0 bastante comum nos podcasts da vida.

 

Mãos a obra! Já que o evento é num bar, chopp numa mão e a outra levantada pra contribuir com o bate papo!

 

O quê? Bate Papo Digital – Prévias do IMRS com René de Paula

Sobre o quê? “Clientes finalmente acordaram para a importância do digital e da inovação. A questão é: quem eles acabam procurando?”

Quando? Dia 13 de abril, quarta-feira, às 20h.

Onde? 30 Segundos Bar – Rua Ilhéus, nº 21 – Rio Vermelho, Salvador-BA (mapa)

Quanto? R$40 e R$20 para estudantes

Onde vende? No site da Ticketmix e no local

Clique para mais informações sobre o Bate Papo Digital – Prévias do IMRS com René de Paula

Posted in Geral | 1 Comment »

07th abr 2011

Campi Digital – Seminário de Marketing em Redes Sociais

Este post faz parte da série anunciada no anterior: Se os eventos não apresentam conteúdo relevante, de quem é a culpa?

Depois da polêmica e da discussão gerada com o post de ontem, vamos ao prometido? A partir de hoje farei posts sobre os eventos que vão rolar por aqui. Acompanhe!

Campi Digital é um projeto de aprendizado executado pela Agência Quanta. Periodicamente, promove encontros com profissionais locais, a fim de colocar em pauta assuntos recentes e questões relevantes sobre o mercado de trabalho no universo digital. No próximo sábado, dia 9 de abril, o Campi Digital promove o Seminário de Marketing em redes sociais“O evento visa orientar profissionais da área, administradores e estudantes sobre métodos e técnicas de marketing e publicidade em redes sociais on-line”.

Nesta edição será apresentado um panorama completo de mídias sociais: desde conceitos até as mais novas tendências. No entanto, apesar da programação fixa, das vezes que frequentei eventos da Campi Digital me senti a vontade pra discutir e questionar. E foi justamente a reflexão acerca disso que propus no post anterior. É a sua participação que faz o conteúdo desse evento.

O evento tem duração de 8 horas e o investimento é de R$90, com alguns descontos para associados e estudantes.

Quem sobe ao palanque nesta edição:

Heber Sales – Anfitrião do Campi Digital e diretor da Agência Quanta. Pra quem não sabe, a Quanta é responsável pelo projeto do Feito a Grão, que tem apresentado inovações e representa muito bem o mercado digital da nossa cidade, especificamente em mídias sociais. Além disso, a cumplicidade perceptível entre cliente-agência nesta parceria deve servir de exemplo. Gosto muito do projeto e admiro a Quanta por esse motivo, além de ser fã de carteirinha do Feito a Grão!

Ian Castro – Autor do blog Intermídias, que costuma apresentar um ponto de vista questionador e propõe discussões e reflexões mais do que relevantes, além de apresentar textos eloquentes e fluidos </pagapau>. Vou deixar registrada a minha admiração pelo blog e pelo seu autor! Se ainda não conhece, corre lá que vale a pena.

Além das figuras acima, marcam presença no evento: @MelOliveira, @Lucas_Reis e @DanilaDourado

Minha inscrição já foi feita! Nos vemos lá?

Quando? 9 abril 2011 de 8h30 às 17h30
Onde? Casa do Comércio - Av. Tancredo Neves, 1109 – Ed. Casa do Comércio
Quanto? R$90, R$60 (associados da CRA) e R$35 (estudantes)

Clique para mais informações e inscrições no Seminário de Marketing em Redes Sociais do Campi Digital

Posted in Geral | 2 Comments »

05th abr 2011

Se os eventos não apresentam conteúdo relevante, de quem é a culpa?

Todo evento relacionado a marketing digital enriquece o repertório de qualquer estudante, entusiasta ou profissional de internet. Por menor que seja o conteúdo exposto, ou por mais que “não haja nada de novo”, como é comum ouvir no final de cada palestra, o simples fato de existir engajamento pra promover encontros e discussões sobre o mercado já é louvável, no meu ponto de vista. Iniciativas como o Campi Digital, Beetraining, TrespontosSetweb Institute representam, além de uma boa estratégia de promoção de serviços e branding das empresas realizadoras, a oportunidade de crescimento e a contribuição constante para o desenvolvimento do mercado que produz e consome mídia digital.

A verdade é que grande parte desses eventos conta com a presença de profissionais/palestrantes/mediadores de peso e que, na maioria das vezes, é mais solícito do que se imagina. Por que se contentar com um conteúdo raso se você tem toda a liberdade pra levantar a mão e questionar, contrapor e propor um novo rumo para a discussão? O que eu sinto é um total desinteresse do público, que se reserva ao simples papel de sentar e ouvir até a hora da entrega do certificado.

Por um lado, o público compromete e guia o direcionamento que o palestrante vai tomar. E na maioria das vezes, são os estudantes os maiores interessados e presentes nesses eventos. Se nós, profissionais atuantes do mercado, visarmos ascender o nível das discussões através de novas visões, mais aprofundadas e desafiadoras do que o de costume, um bom caminho para isso não seria PARTICIPAR ao invés de xingar muito no Twitter? A reflexão que quero propor é essa.

Cada um fazendo a sua parte. Você anda fazendo a sua? ;)

Aproveitando a exposição do ponto de vista, vou fazer uma série de posts sobre eventos que vão acontecer nas próximas semanas. Aguardo vocês por aqui!

 

 

Posted in Geral | 17 Comments »


RSS